Cresce demanda por síndicos profissionais

   

A procura por síndicos profissionais, aqueles funcionários terceirizados contratados para gerenciar as atividades de rotina dos condomínios, é cada ez maior tanto em condomíniso residenciais quanto comerciais. Na GR Assessoria Especializada, a demanda por esse tipo de serviço registrou aumento de 50% nos últimos quatro anos e já corresponde a 40% do faturamento da empresa.

Segundo o direito da GR Assessoria Especializada, Guilherme Gonçalves, um dos motivos que ajudam a explicar por que o serviço representa esse crescimento é que os condôminos não tem conhecimentos, disponibilidade ou interesse em assumir as responsabilidades pelos prédios. "Com o síndico profissional, eles são assistidos por um representante com experiência em gestão sindical e dedicado exclusivamente às funções exigidas pelo cargo, o que garante que as demandas sejam resolvidas de forma ágil e eficaz", explica.

Na empresa, o serviço corresponde a 15% do total de cliente e o diferencial é que pode ser contratado de forma isolada ou em conjunto com outro produto da GR Assessoria Especializada, a administração de condomínios. A diferença está na natureza das atividades: a administração responde pelas demandas burocráticas de contabilidade, advocacia e contratos, entre outras; e o síndico profissional é o representante da empresa que cuida desde o acompanhamento de obras até a elaboração do orçamento.

De forma geral, os custos para se manter o síndico profissional varia conforme a quantidade de unidades, empregados, elevadores e outras caracterísiticas dos prédios. "No entanto, para um condomínio básico, de cerca de seis unidades, o valor costuma se iniciar a partir de R$ 500,00. Esse é um preço que satisfaz a marioria dos prédios e representa a vantagem de se ter uma pessoa confiável e que pode resolver todos os detalhes funcionais dos condomínios", afirma Gonçalves.

A GR Assessoria Especializada também está se preparando para ampliar a participação desse serviço em sua receita: "Vamos promover uma ação de marketing junto aos condomínios do vetor sul e planejamos amplicar nossa área de atuação nessa região. A expectativa é que o serviço de síndico profissional aumente o faturamento da empresa em 50% a médio prazo".

Prestação de contas deve ser ao conselho fiscal

 

Funções e obrigações - Entre as principais funções do sindico profissional, estão a manutenção elétrica e hidráulica, acompanhamento de obras, contratação e demissão de empregados, agendamento e condução de assembleias e elaboração de orçamentos, mediação de conflitos, fiscalização do cumprimento do regimento interno e atas, e representação jurídica e administrativa do condomínio.

Como um funcionário externo, o síndico profissional exerce suas atividades em horários pré-estabelecidos, embora esteja à disposição para plantões, feriados e fora do horário comercial, bem como pode ser contatado por telefone.

Do mesmo modo, esse representante atua segundo uma série de prerrogativas, como a obrigação de prestas contas anualmente ao conselho fiscal e à assembleia geral do prédio ou sempre que algum condômino a exigir. E em caso de insatisfação com o serviço prestado, Gonçalves orienta que os moradores do condomínio conversem com o síndico e indiquem o que pretendem com a queixa. Caso a situação se mantenha, pode-se realizar uma assembleia extraordinária, mediante um quarto de assinaturas dos condôminos para tratar a questão.

Fonte: Diário do Comércio. 01/10/2013.