Comprar, vender ou alugar, é só começar

   

Fonte: Revista Habitat Imóveis. Verão 2013.

Entrevistado. Guilherme Gonçalves

 

Alugar, vender ou comprar um imóvel. Quando o assunto gira em torno deste tema, dúvidas são comuns. A primeira delas gira em torno da alta de preços dos imóveis. Segundo pesquisa do Ipead, Fudanção do Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativa e Contábeis de Minas Gerais, do total de 138 empreendimentos do tipo residencial ofertados no mês de agosto, 40,58% sofreram variação de preços em relação ao mês anterior, sendo que 32,61% apresentaram elevação e 7,97%, queda de preço. Um destaque apresentado pela pesquisa são os imóveis na planta. A velocidade de vendas deste tipo de imóvel atintiu 21,02%, sendo que a média de velocidade de vendas dos imóveis prontos foi de 9,18%.

Em relação aos bairros que lideram em número de novos empreendimentos residenciais, o bairro Antônio de Abreu lidera o ranking, com 402 novas unidades, seguido pelo Buritis, com 394 unidades e pelo bairro Castelo, com 128 unidades. No quesito comercial, o bairro Luxemburgo apresentou mais unidades à venda: foram 136 salas. Quando o assunto é o tipo de imóvel residencial vendido, no quesito popular, os apartamentos de dois quartos são os mais vendidos, com 402 unidades. Já os apartamentos de luxo de três quartos são os mais procurados pelo mercado.

Alugar um apartamento também ficou um pouco mais caro. SEgundo dados da pesquisa do Ipead, o índice referente aos preços médios dos alugúeis residenciais em Belo Horizonte apresentou elevação de 0,43% em setembro. NO mesmo período, o IPCA/IPEAD, indicador da inflração na capital mineira, mostrou elevação de 0,24%. A oferta de apartamentos residenciais aumento 2,21% no mês de setembro, enquanto a oferta de imóveis comerciais teve alta de 0,91%. O preço médio dos aluguéis comerciais apresentou elevação de 0,49% em setembro.

Clique aqui e confira na íntegra a entrevista realizada com Guilherme Gonçalves, sócio diretor da empresa GR Assessoria Especializada.